Noticias

Noticias

Influenza: Baixa adesão à vacina pode criar 'concorrência' por leitos para Covid e gripe

 

Foto: Valter Pontes/Secom

Em meio à baixa adesão da Bahia a campanha de vacinação contra o vírus da Influenza, em que, até o momento, apenas 23,3% do público geral foi vacinado (leia mais aqui), o secretário da Saúde do estado, Fábio Vilas-Boas, reforçou o alerta e a importância da imunização. Caso a população não se imunize contra os três vírus da gripe que a vacina protege, haverá possibilidade de “competição por leito” de infectados com Influenza e Covid-19 e ainda de um cenário de infecções com coexistência dos dois vírus, analisou Vilas-Boas.

 

A Bahia havia aplicado até esta segunda-feira (31) 1.196.268 doses da vacina trivalente da Influenza. O estado tem até 9 de julho, data prevista para o fim da campanha, para tentar alcançar a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, que é de pelo menos 90% do público vacinado.

 

“No meio da pandemia as pessoas acabam se preocupando com Covid-19 e esquecem o H1N1. Falta, da parte do governo federal, uma campanha incisiva”, reclamou o secretário ao ressaltar que a H1N1 é “tão grave ou pior que a Covid”, nesta terça-feira (1º), em entrevista ao programa Isso é Bahia, uma parceria da A Tarde FM 103,9 e o Bahia Notícias.

 

Segundo Vilas-Boas, a tendência é que a campanha de vacinação contra gripe seja estendida por um prazo maior em uma tentativa de ampliar o número de vacinados.


Fonte: Bahia Notícias

Tecnologia do Blogger.