Noticias

Noticias

Prefeito baiano que "furou a fila" da vacinação junto com outras 20 pessoas é denunciado pelo MP

 

Crédito da Foto: reprodução/Instagram @kaka_prefeito

O prefeito de Wenceslau Guimarães, Carlos Alberto Lioterio dos Santos, que ‘furou a fila’ da vacinação do coronavírus, foi acionado pelo Ministério Público (MP-BA) nesta quinta-feira (25/3).

Segundo o ofício da ação, “somadas todas as doses aplicadas (1ª e 2ª), no dia em que o prefeito foi vacinado, o município não tinha vacinado nem metade dos integrantes dos grupos previstos na primeira fase da imunização. No entanto, o prefeito e mais vinte casos suspeitos, sem nenhuma causa ou motivo, foram privilegiados na fila de vacinação, em detrimento de todos aqueles que mais necessitavam”.

O promotor de Justiça responsável pelo caso, Rodrigo Pereira Anjo, acionou, também, a coordenadora de Vigilância Epidemiológica do município, Jucineide Ferreira Cordeiro. Na ação, o MP requer que a coordenadora não permita ou convoque para a vacinação qualquer pessoa sem antes descrever exatamente qual o cargo ocupado, o nível de risco exigido para o cargo, ou o pertencimento aos outros grupos prioritários da primeira fase.

Além disso, foi determinado que ela não autorize a aplicação da segunda dose das pessoas vacinadas irregularmente, inclusive o prefeito.

“Foram verificados também casos de servidores públicos municipais que apesar de executarem atividade sem qualquer conexão com a área da saúde e/ou risco de exposição exigido para a prioridade (risco alto), foram contemplados nessa primeira fase de vacinação”, afirmou Anjo.

Fonte: AratuOn

Tecnologia do Blogger.