Noticias

Noticias

Médico que disse "a vacina se chama ivermectina" está na UTI após piora em quadro da Covid-19

Crédito da Foto: reprodução/ Tv Serra Dourada
O cirurgião-geral Joaquim Inácio de Melo Júnior, que viralizou em um vídeo onde defendia o uso da ivermectina, está internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Anis Rassi, em Goiânia, após uma piora em seu estado de saúde. Ele havia sido infectado pela Covid-19 e dado entrevista para a TV Serra Dourada, afiliada do SBT em Goiás, quando disse que "a vacina se chama ivermectina".
"Eu estou na ponta. Não estou fazendo pesquisinha randomizada, não, porque não dá tempo. Não dá para esperar um ano para ficar pronto, assim como a vacina, que não vai ter esse ano, não. Esquece! A vacina se chama ivermectina", declarou à reportagem. 
Na TV, o médico disse que havia sido diagnosticado com a doença havia oito dias, que estava utilizando o remédio, e que o período de quarentena acabaria no domingo (12/7). Porém, segundo o Uol, na sexta-feira (10/7), o quadro de saúde dele se agravou e ele foi hospitalizado.
"Tem 110 dias que eu venho pregando esse tratamento profilático e eu era uma voz quase solitária. Graças a Deus, fizemos um grupo aqui em Goiás", disse, ainda na entrevista. O repórter perguntou sobre a recomendação do Conselho Federal de Farmácia, que apontava que nenhuma eficácia da ivermectina havia sido confirmada, mas ele respondeu que era direito dele como médico, com 40 anos de experiência em medicina, prescrever o medicamento.
"Ó, avisa ao pessoal que, além de eu ser o médico que estou prescrevendo (ivermectina) nessa campanha toda, eu sou o paciente de mim mesmo. Eu não procurei infecto nenhum para tratar de mim. Eu tratei a mim como tratei todos os meus pacientes", completou.
Fonte: AratuOn
Tecnologia do Blogger.