Noticias

Noticias

Bolsa Família: qual o valor da quarta (4ª) parcela do auxílio? Confira datas de saques


O calendário do Auxílio Emergencial para inscritos do Bolsa Família segue o cronograma recorrente do programa. Sendo assim, o pagamento da quarta (4ª) parcela deverá acontecer entre os dias 20 e 31 de julho.
A liberação deve acontecer de acordo com o último digito do Número de Identificação Social (NIS). É importante lembrar que quem é beneficiário do Programa Bolsa Família, já possui um calendário pré-definido, de acordo com o número final do NIS. Confira.

Pagamentos não necessitam de solicitação prévia

Dentro da programação de depósitos, as pessoas que possuem o cartão com final 1 receberão na segunda-feira (20/07). Os de final 2, na terça-feira (21/07), e assim por diante, sempre considerando dias úteis para os pagamentos.
Como aconteceu com as parcelas anteriores, não é necessário nenhum tipo de solicitação ou cadastramento especial para receber a continuação do auxílio que terá mais três parcelas, conforme adiantou o governo.
As famílias que fazem parte do Bolsa Família serão avaliadas e a quantia extra é enviada quando o valor é superior ao que elas recebiam anteriormente.
Confira o calendário da quarta (4ª) parcela do Auxílio Emergencial do Bolsa Família (de acordo com o número final do NIS):
  • 20 de julho de 2020: Nis final 1
  • 21 de julho de 2020: Nis final  2
  • 22 de julho de 2020: Nis final  3
  • 23 de julho de 2020: Nis final 4
  • 24 de julho de 2020: Nis final 5
  • 27 de julho de 2020: Nis final 6
  • 28 de julho de 2020: Nis final 7
  • 29 de julho de 2020: Nis final 8
  • 30 de julho de 2020: Nis final 9
  • 31 de julho de 2020: Nis final 0

Qual será o valor da quarta parcela?

Esse foi o ponto o mais polêmico dos últimos dias. Havia um impasse entre o governo e os deputados sobre o valor das próximas parcelas, mas tudo foi resolvido nesta terça-feira (30/06).
O presidente Jair Bolsonaro definiu que o novo valor da (4ª) quarta e da (5ª) quinta parcela do auxílio emergencial do Bolsa Família, será de R$ 600 cada mês. O anuncio foi feito durante pronunciamento na tarde desta terça-feira (30/06). De acordo com Bolsonaro, o valor ficou conforme o cronograma abaixo:
  • Quarta parcela: R$ 600 (JULHO)
  • Quinta parcela R$ 600 (AGOSTO)
Nos últimos dias, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), vinha defendendo a extensão mais abrangente do programa, com a prorrogação por três meses do valor integral do benefício no valor de R$ 600, no entanto, Bolsonaro resolveu a questão e prorrogou por mais dois meses de R$ 600 reais.
“Graças a Deus que o presidente prorrogou o auxilio com mais duas parcelas de R$ 600. Isso vai me ajudar muito. Estou muito feliz”, disse dona Jussara Reis, de 40 anos. Ela tem 3 filhos e sustenta a casa com o dinheiro do auxílio do Bolsa Família.

Critérios que geraram negativas no Bolsa Família

De acordo com o Ministério da Cidadania, quase 4 milhões de beneficiários do Bolsa Família não têm direito aos R$ 600 por não cumprirem os requisitos do auxílio emergencial.
Esse número representa 17% de todas as pessoas do programa assistencial, que somam hoje 23,2 milhões
Dentre as razões da negativa, 1,84 milhão de pessoas (46%) possuem dois integrantes dentro da família que já recebem a renda emergencial definida pelo governo.
E o restante, 1/3 dos que não tiveram direito, possuem carteira de trabalho assinada, segundo acusou o cruzamento dos dados do governo federal com informações bancárias.
Fonte: N1.
Tecnologia do Blogger.