Noticias

Noticias

Bahia ultrapassa 22 mil casos da Covid-19; mais de 7 mil pessoas já se recuperaram da doença

Crédito da Foto: Ilustrativa/Pixabay
A Bahia chegou a 22.451 mil casos confirmados do novo coronavírus, de acordo com boletim divulgado pela a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), na noite desta quarta-feira (3/6). Os dados contabilizados no boletim epidemiológico referem-se a um período de 26 dias, ou seja, não ocorreram necessariamente nas últimas 24 horas.  Estas notificações tardias estão sendo apuradas pela Auditoria do Sistema Único de Saúde (SUS) e pela Corregedoria.
Desse total, 7.823 pacientes já foram recuperados e 13.866 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da doença, o que são chamados casos ativos. No estado, 3.240 profissionais da saúde foram contaminados pela Covid-19. O número de óbitos chegou a 762, sendo que 26 foram contabilizados nas últimas 24 horas. 
Na Bahia, 315 municípios já registraram casos da doença, com maior proporção na capital. As cidades baianas com maiores coeficientes de incidência por milhão de habitantes são Uruçuca, Ipiaú, Itabuna, Salvador e Itajuípe.
Os dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde.
TAXA DE OCUPAÇÃO
Dos 1.853 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) na Bahia, exclusivos para coronavírus, 1.031 possuem pacientes internados, o que representa uma data de ocupadação de 56%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 791  leitos exclusivos para a doença, 544 possuem pacientes internados, compreendo uma taxa de ocupação de 69%.
O número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. A Sesab resslta que novos leitos são abertos de forma progressiva, de acordo com o aumento da demanda.
FAIXA ETÁRIA
Segundo a Sesab, dos casos confirmados, 52,97% foram do sexo feminino, e 44,91% do sexo feminino; 2,12% não tem informação. A faixa etária mais acometida pela doença foi a de 30 a 39 anos, representando 19,45% do total. 
O coeficiente de incidência por milhão de habitantes foi maior na faixa etária de 80 anos ou mais (2.272,43/1.000.000 habitantes), indicando que o risco de adoecer foi maior nesse grupo, seguido da faixa de 30 a 39 anos (1.903,13/1.000.000 habitantes).
Fonte: AratuOn
Tecnologia do Blogger.