Noticias

Noticias

Após polêmica, Bolsonaro justifica mudança no horário do ‘boletim coronavírus’: “evitar subnotificações”

Crédito da Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil
Na manhã deste sábado (6/6), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou as redes sociais para justificar a polêmica mudança do horário da divulgação dos dados correspondentes à evolução da pandemia no Brasil. Segundo ele, a divulgação entre 17h e 19h, ainda havia risco subnotificação. Por isso, optou-se por um novo horário: às 22h. 

POLÊMICA
O Ministério da Saúde começou a divulgar o boletim com a compilação dos dados das secretarias estaduais de Saúde perto das 22h na quarta-feira (3/6). Primeiramente a pasta alegou "problemas técnicos", mas o expediente foi repetido nos dois dias seguintes.
Porém, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chegou a admitir, na manhã desta última sexta-feira (5/6), que o Ministério da Saúde passou a atrasar a divulgação do balanço da Covid-19 no Brasil para acabar "com matéria no Jornal Nacional". A estratégia do governo federal seria a de barrar a repercussão dos dados nos telejornais noturnos.
A  TV Globo, no entanto, interrompeu a programação na noite de sexta-feira (5/6) com um plantão do jornalismo para mostrar os números. No meio da novela "Fina Estampa", às 21h45, o âncora do "Jornal Nacional", William Bonner, anunciou os dados recém-divulgados pelo Ministério da Saúde. Havia pouco mais de 10 minutos que o telejornal tinha encerrado sua edição do dia. "Nós dissemos que vocês teriam esses números assim que eles fossem anunciados. E estamos aqui cumprindo o que nós dissemos", disse Bonner ao abrir o plantão.
Fonte: AratuOn
Tecnologia do Blogger.