Noticias

Noticias

Homem morre após ser atacado por 'irmã menor da vespa assassina'

(Foto: Shutterstock)
Um apicultor espanhol morreu no último domingo (10) após ser picado por uma vespa asiática. Daniel García Durval, 54, era morador de Santiago de Compostela, no norte da Espanha, e vistoriava colmeias em sua propriedade acompanhado de um amigo quando foi atacado.
A vespa asiática (Vespa velutina) chega a 2cm e é uma espécie de irmã menor da "vespa assassina", que atinge 5cm. O inseto tem é um grande predador das abelhas e não costuma atacar humanos, mas pode ser perigosa se ela se sentir ameaçada. 
Segundo a agência de notícias EFE, o serviço de emergência foi acionado pelo colega do apicultor. García teria sido picado uma única vez na sobrancelha e morreu enquanto esperava a chegada da equipe médica ao local. Não há confirmações de que a vítima fosse alérgica ao inseto.
O jornal "La Voz de Galícia" noticiou um aumento nos casos de reação alérgica às picadas de insetos na região. Segundo a publicação, ao menos 4 pessoas morreram por picadas de vespas desde 2015.
Espécies exóticas
A vespa asiática, na Espanha, é considerada uma "espécie exótica"; animais recebem essa classificação quando estão fora de sua área de distribuição natural. Uma parte deles pode se proliferar e ameaçar o ecossistema local. Quando isso acontece, elas passam a ser consideradas “espécies exóticas invasoras”.
As invasões biológicas já são a segunda maior causa de extinção de espécies em todo o planeta, atrás apenas da exploração comercial, que envolve caça, pesca, desmatamento e extrativismo, segundo a União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês).
A Plataforma Intergovernamental de Políticas Científicas sobre Biodiversidade e Serviços de Ecossistema da ONU lista as espécies invasoras como uma das cinco principais causas de mudanças de grande impacto na natureza nas últimas décadas.
vespa assassina, que invadiu os Estados Unidos, também é colocada nesta categoria por seu habitat natural ser na Ásia.
Fonte: Correio24Horas
Tecnologia do Blogger.