Noticias

Noticias

Deputado sugere que Kannário estava drogado no Carnaval e quer exame toxicológico em artistas de trio


O deputado estadual Capitão Alden (PSL) sugeriu, durante entrevista hoje (10), à Rádio Metrópole, que o deputado federal e cantor Igor Kannário estava drogado em cima do trio elétrico durante passagem no Campo Grande, quando se envolveu em polêmica com policiais militares.
O parlamentar ainda sugeriu – mesmo que inconstitucional – exame toxicológico em artistas antes de subirem no trio elétrico. “Era interessante antes de Kannário – e ouros tantos cantores da linha dele – de assumir o trio elétrico, se submeter um exame toxicológico e de alcoolemia, porque não é normal, não é racional um individuo fazer o que ele fez”, afirmou.
Aliado do prefeito ACM Neto (DEM) – assim como Kannário –, Alden disse que conversou com presidente nacional do partido do cantor-deputado.
“Ano passado no aeroporto eu encontrei ACM Neto. De forma até contundente defendi minha classe. Falei: ‘Nada contra o senhor, mas tenho que defender minha classe’. Não posso permitir esse individuo falar o que falou. Não é coerente as atitudes dele”, pontuou.
Na ocasião, Kannário disse que as equipes da polícia estavam agredindo os foliões que seguiam seu trio. “Agressores. Venham me bater aqui em cima seus bunda mole”, provocou após pedir vaia do público para os policiais presentes. “Peço à imprensa, filma isso aí. Isso é abuso de poder, abuso de autoridade. Quero uma vaia para a Polícia Militar da Bahia”, pediu.
O deputado federal, que já tem histórico de brigas com a Polícia Militar no circuito, chegou a afirmar que caso algo lhe aconteça, a culpa seria da PM. “Se acontecer algo comigo, me matarem, foi a Polícia Militar”, disse. 
Fonte: Metro1

Tecnologia do Blogger.