Noticias

Noticias

Michel Temer vira réu no caso de apartamento reformado em SP

A Justiça Federal de São Paulo aceitou a denúncia da Operação Lava Jato e o ex-presidente Michel Temer virou réu no caso da lavagem de dinheiro na reforma da casa de sua filha, Maristela Temer, nesta quinta-feira (04).
Além de Temer e Maristela, a acusação alcança o coronel reformado da Polícia Militar de São Paulo João Baptista Lima Filho, o coronel Lima, e sua mulher Maria Rita Fratezi.
“A narrativa é clara o suficiente para permitir o exercício do direito de defesa e os fatos narrados configuram, em tese, infração penal. A denúncia é ainda lastreada em indícios mínimos de autoria e de materialidade da infração penal imputada aos acusados”, afirmou o juiz Diego Paes Moreira, da 6ª Vara Federal.
De acordo com a Procuradoria da República, a reforma custou R$ 1,6 milhão. A Lava Jato diz que as obras foram bancadas com dinheiro de corrupção e desvios que teriam ocorrido entre 2012 e 2016.
Tecnologia do Blogger.