Mostrando postagens com marcador diz polícia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador diz polícia. Mostrar todas as postagens

Cantor Naldo é preso por posse ilegal de arma e denunciado por agressão à mulher, diz polícia

by
Naldo Benny e Ellen Cardoso, a Mulher Moranguinho, no aniversário do MC Gui em maio de 2016 (Foto: Celso Tavares/G1)
O cantor e compositor carioca Naldo Benny foi preso em flagrante na tarde desta quarta-feira (6), em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, por posse ilegal de arma de fogo.
O artista também foi denunciado pela mulher por agressão, de acordo com informações da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam). Horas depois de ser detido, Naldo pagou fiança e foi solto.
Ellen Pereira Cardoso, a Mulher Moranguinho, denunciou o marido após ter sido agredida no último sábado (2). Segundo ela, durante uma briga, Naldo a agrediu com socos, chutes e puxões de cabelo. O G1 tenta entrar em contato com a defesa do cantor, mas ainda não obteve resposta.
Conforme Ellen contou na delegacia, as agressões do artista já acontecem há sete anos, desde antes do casamento dos dois, e seriam motivadas por ciúmes.
Pistola apreendida com Naldo (Foto: Arquivo Pessoal)

Segundo a delegada Viviane Costa, da Delegacia da Mulher, Ellen denunciou o marido porque "cansou" das agressões. Depois da denúncia à Deam, a polícia obteve informações de que o cantor teria uma arma não registrada em casa, que foi apreendida nesta quarta.
Fonte: G1/Bahia

Produtos químicos eram usados para 'maquiar' carnes vencidas, diz polícia

by
Operação Carne Fraca foi deflagrada na manhã desta sexta-feira (17). (Foto: Divulgação/Polícia Federal)
Gravações telefônicas obtidas pela Polícia Federal apontam que vários frigoríficos do país vendiam carne estragada tanto no mercado externo, quanto para exportação. Diretores e donos das empresas estariam envolvidos diretamente nas fraudes, que contavam com a ajuda de servidores do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, no Paraná, Goiás e Minas Gerais.
As gravações foram divulgadas após a deflagração da Operação Carne Fraca, nesta sexta-feira (17). Nelas, segundo a PF, é possível identificar as práticas ilegais cometidas pelas empresas. Entre produtos químicos e produtos fora da validade, há casos ainda mais "curiosos", como a inserção de papelão em lotes de frango.
O caso envolve grandes empresas, como a BRF e a JBS, mas também frigoríficos menores, como o Peccin, do Paraná. Em um dos áudios gravados com autorização judicial, um dos donos da empresa, Idair Antônio Piccin, conversa com a mulher dele, Nair Klein Piccin, sobre o uso de carne proibida em lotes de linguiça. Os dois tiveram pedidos de prisão preventiva decretada pela Justiça.
Idair - Você ligou?
Nair - Eu, sim eu liguei. Sabe aquele de cima lá, de xanxerê?
Idair - É.
Nair - Ele quer te mandar 2000 quilos de carne de cabeça. Conhece carne de cabeça?
Idair - É de cabeça de porco, sei o que que é. E daí?
Nair - Ele vendia a 5, mas daí ele deixa a 4,80 para você conhecer, para fechar carga
Idair - Tá bom, mas vamos usar no que?
Nair - Não sei
Idair - Aí que vem a pergunta né? Vamo usar na calabresa , mas aí, é massa fina é? A calabresa já está saturada de massa fina. É pura massa fina
Nair - 
Idair - Vamos botar no que?
Nair - Não vamos pegar então?
Idair - Ah, manda vir 2000 quilos e botamos na linguiça ali, frescal, moída fina
Nair - Na linguiça?
Idair - Mas é proibido usar carne de cabeça na linguiça
Nair - Tá, seria só 2000 quilos para fechar a carga. Depois da outra vez dá para pegar um pouco de toucinho, mas por enquanto ainda tem toucinho (ininteligível)
Em outro áudio, Paulo Rogério Sposito, dono do Frigorífico Larissa, de Mauá, em São Paulo, orienta um funcionário a trocar as etiquetas das datas de validade dos produtos. Segundo a polícia, os dois aparentam se aproveitar da ausência do fiscal do Mapa, citado como "filho da p*", que está de folga. Sposito também é alvo de um dos mandados de prisão preventiva da operação.
Funcionário: Paulinho...
Paulo: Eu...
Funcionário: Deixa eu te falar uma coisa... Podia programar pra semana que vem, a gente trazer aquela mercadoria lá pra trocar as etiquetas né meu véi...
Paulo: Pode...pode sim
Funcionário: Já que num vai ter...né...já que nós vamo tá parado aqui.
Paulo: Primeira carreta que voltar de são paulo vazia passar lá e pega.
Funcionário: É isso aí... Ai nós já arruma...tem o que? Duas carreta lá ainda?
Paulo: De verdade eu não sei quanto tem lá no estoque não
Funcionário - (...) Nós já arrumava tudo aquele trem, deixava no jeito. O homem tá de férias né. Num ta aqui..
Paulo - Ah , esse filho da p* tá de férias é?
Funcionário - Agora era...hora boa de nós...
Paulo - Agora era...
G1 tenta contato com as defesas dos citados na reportagem.
Fonte: G1/Paraná

Marido de adolescente é o autor da morte de recém-nascido, diz polícia

by

Desconfiada da versão da adolescente de 17 anos que teria confessado ter matado o seu bebê após o parto e enterra-lo nas margens do Rio Gongogi, na cidade de Dário Meira, a polícia civil conseguiu juntar provas e chegar a conclusão que o crime não foi cometido pela jovem. De acordo com informações da delegacia de Dário Meira, ainda no domingo (30), o marido da adolescente foi preso suspeito inicialmente de coparticipação no homicídio. Nessa segunda-feira (31), após ouvir algumas testemunhas, a polícia acredita que conseguiu desvendar o caso.

Segundo as investigações, a criança do sexo feminino, recém-nascida, foi morta a facadas por Erenildo Jesus dos Santos, de 24 anos. Conforme informou um investigador ao GIRO, ele mantinha um relacionamento com a adolescente há cinco anos, inclusive tiveram um filho que hoje tem 3 anos de idade. No entanto, o casal se separou por alguns meses, e após reatar o casamento, Iranildo começou a desconfiar que o filho que a sua companheira esperava não era dele. Ainda conforme as investigações da polícia civil, após a gestante dar a luz, ele pegou a criança e disse que iria dar a alguém. A polícia ainda informou que imagens de uma câmera na cidade mostram Iranildo passando na rua carregando uma pá e uma sacola onde estaria o corpo do bebê.

Ainda segundo a polícia, a jovem teria confessado o crime devido às ameaças do marido dirigidas a ela e aos seus familiares. Iranildo nega todas as acusações. A polícia informou ainda que o suspeito já responde por um homicídio. O corpo do bebê foi encontrado por um cão na manhã de domingo nas margens do rio Gongogi (ver aqui). A crueldade praticada com a criança chocou a comunidade de Dário Meira e região. Iranildo está custodiado provisoriamente no Complexo Policial do município, de onde pode ser transferido a qualquer momento para o Presídio de Jequié.

 Fonte: (Giro Ipiaú.)

Mãe confessa matar bebê sufocado por cobertas e jogar em lixo, diz polícia

by
Recém-nascido encontrado em lixão na Bahia (Foto: Reprodução / TV Sudoeste)
A mãe da recém-nascida achada no lixão do município de Barra do Choça na última terça-feira (6) confessou ter matado a criança. As informações são da delegada Gabriela Garrido, responsável pelo caso. Segundo ela, a mulher de 33 anos disse em depoimento que, após ter dado à luz em casa, no dia 2 de setembro, sufocou a bebê com cobertas e colocou no lixo. O bebê foi achado enrolado em um lençol e uma colcha, ambos sujos de sangue, e sob um pedaço de tábua.

Ainda de acordo com a delegada, o caminhão de coleta teria recolhido o lixo e levado até o aterro de Barra do Choça. A criança foi encontrada por catadores de materiais recicláveis na última terça-feira.
A polícia chegou até a mulher por meio de denúncias. Segundo a delegada, o companheiro da suspeita disse que ela teria afirmado que perdeu o bebê.
"A mulher confessou que o filho era de outro relacionamento e que nem conhece o pai do bebê. Ela disse que foi trabalhar em São Paulo, ficou grávida e voltou para a Bahia. O companheiro já sabia da traição, mas ela não sabia quem era o pai. Ela achou que matando iria resolver o problema e não queria o filho porque não era do marido", relatou a delegada.
De acordo com Gabriela Garrido, após ser ouvida, a mulher foi liberada, pois não ocorreu o flagrante. Segundo a delegada, ela irá responder em liberdade. Foi feito exame de DNA da criança para comprovar que a filha era dela.
Fonte: (g1.globo.com/bahia)

Menino de 10 anos é morto na Bahia após briga por bolinha de papel, diz polícia

by
Imagem Ilustrativa
O corpo de Jeferson Nascimento Santos, 10 anos, desaparecido desde o último dia 25, foi encontrado na manhã desta quarta-feira (31) no município Vera Cruz, na Ilha de Itaparica. De acordo com a polícia, a criança foi morta após uma briga na escola onde estudava, motivada por uma bolinha de papel. 
Segundo o tenente Ferreira, da 5ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Vera Cruz), o crime foi cometido por dois adolescentes de 14 e 15 anos. De acordo com ele, a vítima jogou uma bolinha de papel na irmã de um dos suspeitos, o que gerou uma briga, na quinta-feira, mesmo dia em que Jeferson desapareceu.
De acordo com tenente Ferreira, para se vingar da situação, o adolescente chamou um amigo e matou o menino com pauladas e facadas. O corpo da criança foi encontrado em uma área de matagal, no bairro Gameleira, atrás do Colégio Municipal Geralda Maria da Conceição.. 
Irmã de Jeferson, Adilene Alves contou que o corpo estava amarrado, com sinais de violência e marcas de facadas. "Foi a família que achou. Soubemos ontem a noite da localização do corpo, mas como era muito tarde, deixamos para procurar hoje. Saímos às 5h e achamos", disse muito emocionada. 
"A última vez que vimos ele foi no dia 25. Ele estava brincando como de costume nas redondezas lá de casa com os primos e desapareceu", lembra Adilene. Os dois adolescentes foram levados para a 24ª Delegacia (Vera Cruz). 
A família do garoto chegou a fazer protestos pedindo mais agilidade na investigação e buscas pelo garoto nesta terça-feira (30).

Fonte: (correio24horas.com)

Feira: Chacina que matou 5 foi motivada por disputa entre facções, diz Polícia

by
A chacina que matou cinco pessoas em Feira de Santana (ver aqui) neste domingo (21) teria a ver com disputa entre facções criminosas que atuam na cidade. A versão é apontada pela Polícia Civil.  Na localidade conhecida como Portelinha, cinco pessoas foram mortas. Segundo a Polícia, o crime ocorreu por volta de 5h na Rua B, no Loteamento Bela Vista. No ataque, dois homens de 18 e 20 anos conseguiram fugir e um de 24 anos ficou ferido. Conforme a TV Subaé, um jovem de 24 anos que ficou ferido era o principal alvo dos atiradores. Ele foi atingido no abdômen e está internado no Hospital Clériston Andrade, em Feira de Santana. Não há mais informações sobre o estado de saúde dele. Segundo a polícia, um dos imóveis era usado como ponto de venda de drogas pela organização criminosa que domina a localidade. Antes de atirar, o grupo detonou explosivos como forma de explodir a casa.

Jovem morre em acidente após voltar de formatura na Bahia, diz polícia

by
Um jovem de 26 anos morreu em acidente de carro no início da manhã deste domingo (22) após voltar da própria formatura no curso de fisioterapia da Universidade do Sudoeste da Bahia (Uesb), em Jequié, a 390 km de Salvador. As informações são da Delegacia de Jequié.
De acordo com a unidade policial, o jovem Antônio Carlos da Cunha Júnior dirigia o veículo e perdeu o controle na Avenida César Borges, centro do município. Ainda segundo a polícia, três pessoas estavam com ele no veículo. Duas delas foram socorridas para o Hospital Prado Valadades, em Jequié, e na manhã deste domingo apenas um rapaz permanecia internado com quadro de saúde estável. O rapaz morreu na hora.
De acordo com informações da delegacia, o jovem era natural de Vitória da Conquista, também na região sudoeste. Segundo a polícia o acidente aconteceu por volta das 5h da manhã deste domingo. (G1 BAHIA)

Apresentadora de TV finge sequestro para chamar atenção de ex, diz polícia

by
A modelo e apresentadora de TV Erika Carneiro Morais, de 31 anos, forjou o próprio sequestro na noite de quinta-feira (20), em Anápolis. Em depoimento à Polícia Civil, ela confessou que o objetivo era chamar a atenção do ex-namorado. Cerca de 40 agentes da Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal de várias cidades da região foram mobilizados para atender a falsa ocorrência. A operação de busca durou cerca de duas horas. “Houve uma grande mobilização. Todas as rodovias foram bloqueadas para evitar a fuga dos sequestradores, houve um trabalho intenso dos policiais e de cerca de 20 viaturas. Ela acabou sendo depois encontrada e, diante da situação, confessou que se tratava de um falso sequestro”, afirma o delegado titular do 1º Distrito Policial, Renato Rodrigues de Oliveira. O G1 não conseguiu contato com a produtora responsável pelo programa que Erika apresenta. Na clínica dermatológica onde ela também trabalha com estética, as ligações não foram atendidas até a publicação desta reportagem.Segundo a polícia, por volta de 21h, ela postou no Facebook uma mensagem dizendo que havia sido sequestrada ao voltar de Pirenópolis, a 100 km de Anápolis. No texto, Erika dá detalhes dos sequestradores e afirmava que a bateria do celular estava acabando.
Depois, ela ligou para o 190 da Polícia Militar informando que aproveitava de um momento de descuido dos sequestradores para pedir socorro. Durante a ligação, que durou cerca de 15 minutos, a apresentadora deu detalhes sobre o sequestro. “Ela informou que havia dois motociclistas e um motorista em um VW Gol vermelho que faziam o sequestro dela. Chegou a dar as características físicas dos homens e informou que estava perto de uma plantação de eucalipto. Foi criativa”, afirma o delegado.
Com as informações da localização, a polícia identificou o local onde a mulher estava. Ao ser levada à delegacia, ela acabou confessando a farsa. “Depois que foi encontrada, ela acabou sendo confrontada com as divergências nas narrativas e confessou que tinha feito aquilo para chamar atenção do ex”, explica Renato Oliveira.
De acordo com a Polícia Civil, foi registrado um termo circunstanciado de ocorrência (TCO) e Erika deverá responder na Justiça pelo artigo 340 do Código Penal que trata da falsa comunicação de crime, com pena de um a seis meses de prisão ou multa. Além disso, ela deverá ressarcir o valor das despesas com a operação de resgate.

Homem agride mulher e mantém filha de 2 meses refém por 8h, diz polícia

by
 
Uma criança de dois meses de idade foi mantida refém pelo pai durante cerca de oito horas, em Teixeira de Freitas, sul da Bahia. De acordo com a polícia, o suspeito, que tem 23 anos, agrediu a companheira na noite de quinta-feira (26). A mulher conseguiu fugir, mas a menina ficou sozinha com o homem dentro de casa.
"Foi uma briga, em que um rapaz agrediu a esposa. Como foi em apartamento, ela conseguiu escapar e desceu para pedir socorro aos familiares. Depois, ele se trancou em casa, com um facão e com a criança. Quando a PM chegou, ele não desceu. Ele manteve a criança refém não no sentido penal do sequestro, cárcero privado, mas no sentido de mantê-la contra a sua vontade", descreve o delegado plantonista de Teixeira de Freitas, Júlio Cesar Telles.
Segundo o delegado, para liberar a menina o homem exigia que a companheira voltasse para casa. "Ele estava sob efeito de álcool e maconha, mas não houve ameaça contra a vida da criança. Ele queria que a mulher retornasse, mas isso não foi atendido", acrescenta o delegado.
O homem foi preso em flagrante e encaminhado para a delegacia de Teixeira de Freitas. "Ele foi autuado na Lei Maria da Penha nos crimes de lesão corporal, ameaça e no Código da Criança e Adolescente, porque ele colocou a criança em risco", informou o delegado.A negociação para a liberação da menina foi intermediada por um pastor, que chegou a entrar na residência para conversar com o homem. A polícia entrou na casa por volta das 3h10 desta sexta-feira. Em seguida, o pai liberou a menina.
A polícia informou que o casal morava junto há cinco meses e, segundo o avô materno da criança, o homem sempre se mostrou violento, batia na mulher e ameaçou a família diversas vezes. com informações do G1.

Muritiba: Usuário é assassinado após dever drogas a traficante, diz polícia

by
Adailton de Souza Conceição, 27 anos, foi encontrado morto na localidade rural de Gravatá, pertencente  ao município de Muritiba, na manha desta sexta-feira (11). O jovem já tinha ficha criminal por assaltos, foi brutalmente assassinado, com  oito  perfurações de faca no corpo. De acordo com o investigador da Polícia Civil, Evair Ferreira, a vítima supostamente tinha um debito de drogas  junto a traficantes. Um dos olhos de Adailton foi arrancado. Alguns suspeitos foram conduzidos a Delegacia, mas liberados em seguida. A Polícia continua as investigações. O corpo foi removido pelo DPT (Departamento de Polícia Técnica) de Santo Antônio de Jesus.(Voz da Bahia)

Casal de idosos é assassinado na Bahia; sobrinho é suspeito, diz polícia

by
Um casal de idosos foi assassinado na madrugada desta sexta-feira (13), no distrito de Riachão das Neves, na região de Barreiras, oeste da Bahia. De acordo com a polícia local, o suspeito do crime é sobrinho das vítimas, um lavrador de 24 anos. A polícia informou que o sobrinho ainda tentou fugir, mas foi preso alcoolizado. Ele teria confessado os homicídios ainda na madrugada, mas depois teria dito que não lembrava o que aconteceu, informou a polícia. O suspeito ainda teria roubado da casa dos idosos um botijão de gás, um rolo de fio elétrico e R$ 50. A motivação do crime é desconhecida. O caso será investigado. (G1)

Jovem detalhou crime e fez carta de amor para amiga morta, diz polícia

by
A Polícia Civil encontrou um caderno que reforça a suspeita de que foi premeditado o assassinato da estudante universitária Bianca Mantelle Pazinatto, de 18 anos, em Jataí, no sudoeste de Goiás. Em uma folha, as adolescentes de 17 e 16 anos teriam detalhado como e o que precisavam para matar a amiga, na segunda-feira (29).
No caderno, estavam listados os objetos que deveriam ser utilizados para matar Bianca, entre eles uma faca, luvas, e até uma barra de ferro (veja imagem acima). O corpo da vítima foi sepultado nesta terça-feira (30). 
Em depoimento à polícia, a menina mais velha confessou ter cometido o crime pelo fato de a vítima não ter aceitado manter um relacionamento com ela. "Ela não ia ficar comigo. Não queria que ela ficasse com ninguém também", declara. Antes do assassinato, a garota ainda tinha escrito uma carta para Bianca declarando seu amor por ela.

Na declaração, a suspeita escreve "Te amo muito, não por escolha, meu coração te escolheu sozinho, não me deu chance de defesa". A adolescente ainda alerta Bianca para que algo ruim não aconteça. "Perdi tudo para você e isso está partindo meu coração. Lembre-se de tomar cuidado, pois muitas coisas bonitas tornam-se ruins lá fora", diz a carta.o caderno com o planejamento do assassinato, havia a descrição do que seria feito com o corpo e os pertences da vítima: “Pega tudo e põe no saco. Ir para Estrela Dalva e queimar. Carregamos a infeliz até o local e queimamos”. No texto, elas ainda apontam cuidados a serem tomados durante a ação, como ligar a televisão e cobrir a placa do carro.
Para o delegado que investiga o caso, André Fernandes, as indicações no caderno apontam que as garotas iam atear fogo no corpo da vitima no Setor Estrela Dalva. "Conseguimos identificar uma bolsa com os objetos usados no delito, inclusive, com um litro de álcool lacrado. Em sequência, elas iam queimar a vítima para diminuir as provas", informou.As adolescentes foram apreendidas e encaminhadas para a delegacia da cidade. Elas devem ser transferidas para um centro de apreensão de menores infratores em Goiânia.
Enterro
Com a presença de familiares e amigos, o corpo da menina foi sepultado no final da manhã desta terça-feira, em Jataí. A família está transtornada com a morte da menina.

"Nós estamos sem resposta, sem explicação. Não temos o que falar, o que pensar. Estamos sem chão com essa brutalidade sem tamanho", declarou o tio da vítima, João Alberto Pazinatto.

Desaparecimento
Bianca Mantelle saiu de casa na manhã de segunda-feira dizendo que ia à casa de uma amiga, mas ela não retornou à tarde, o que preocupou a família. Os parentes comunicaram o desaparecimento aos policiais.
Após horas de buscas, a Polícia Civil rastreou mensagens do celular da vítima e chegou à residência de menina de 17 anos. O corpo estava embrulhado em sacos plásticos embaixo da cama do quarto da suspeita.
Os pertences de Bianca também estavam no local. "Todo o material que elas usaram, inclusive a faca, foi embrulhado para possível descarte durante a madrugada", informou o delegado.
A jovem cursava biomedicina na Universidade Federal de Goiás. Conforme amigos, ela morava em Goiânia para estudar. No entanto, voltou a viver em Jataí há pouco tempo para ficar mais perto da família.

Fuzilamento de mineiros foi legítima defesa, diz polícia

by

A morte de 36 mineiros durante confronto com policiais levou nesta sexta-feira (17) a comissária nacional da Polícia da África do Sul, Riah Phiyega, a sair em defesa dos agentes. Segundo ela, os policiais agiram em legítima defesa. Pelo menos 78 trabalhadores ficaram feridos.

O ataque contra os mineiros na quinta-feira (16) foi o episódio mais violento no país desde o fim do regime de segregação racial, o apartheid extinto em 1994. As emissoras de televisão reproduzem imagens do tiroteio, dos mineiros armados com paus e ferros tentando reagir aos policiais armados de revólveres, fuzis e metralhadoras.

O presidente Jacob Zuma orientou, segundo informações não confirmadas, as autoridades da região de Marikana, onde ocorreu a tragédia, a tomar medidas drásticas para pôr fim à violência. De acordo com a comissária da Polícia, os policiais foram obrigados a usar armas, depois de terem utilizado barreiras de arame farpado e balas de borracha, além de canhões de água.

Riah Phiyega disse que no total foram detidos 279 mineiros, antes e depois do tiroteio, por suspeitas de furto, agressão e até homicídio. Segundo ela, um dos presos estava com arma de fogo.


Veja o massacre:

Publicidade

esportes