Mostrando postagens com marcador Saúde. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Saúde. Mostrar todas as postagens

Terceira etapa do Mutirão do Glaucoma aconteceu nesta sexta-feira (17/11) em Itaberaba

by
3ª Etapa do Mutirão Especial de Atendimento a Pacientes Portadores do Glaucoma.
Prefeitura de Itaberaba, através da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), em parceria com o Governo da Bahia, realiza, nesta sexta-feira (17), a  Etapa do Mutirão Especial de Atendimento a Pacientes Portadores do Glaucoma.
Nesta etapa, serão atendidos, exclusivamente, os pacientes que foram diagnosticados com a doença na 2ª Etapa do Mutirão, realizada em agosto, e que precisam retornar ao posto de atendimento para serem reavaliados e receberem o colírio para tratamento.
Os atendimentos estão sendo realizados no Centro Médico Especializado (CME), localizado na Praça do Coqueiro. Uma equipe com mais de 40 profissionais estão trabalhando para atender a uma “demanda já determinada”.
Isto porque, segundo a coordenação do Mutirão, são esperadas mais de 350 pessoas, sendo que, destas, 223 já foram diagnosticadas com a doença na etapa anterior. Além destas, também serão atendidas, nesta etapa, as pessoas que comparecerem portando a receita médica.
Para garantir o atendimento de todo o público-alvo que comparecer ao Mutirão, a equipe da SMS está realizando, no local, a atualização do cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), com entrega imediata.
O Glaucoma é uma designação genérica a um grupo de doenças oculares distintas que provocam danos ao nervo ótico e perda da visão. No Brasil, mais de 150 mil pessoas são diagnosticadas anualmente com a doença.
Em todos os tipos de glaucoma, o nervo que liga o olho ao cérebro encontra-se danificado, geralmente devido à alta pressão ocular. O tipo mais comum de glaucoma (glaucoma de ângulo aberto) não costuma apresentar outros sintomas além da perda lenta da visão.
O Mutirão faz parte da etapa municipal do Programa do Glaucoma, criado pelo Ministério da Saúde (MS) para prestar atendimento através do SUS com equipe formada por oftalmologistas e técnicos de enfermagem, realizando em média mais de cem atendimentos diários nas regiões atendidas.
Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação e Informação Social

Santa Casa de Cruz das Almas vai oferecer procedimento inovador para tratamento de varizes pelo SUS

by

A Santa Casa de Misericórdia de Cruz das Almas vai passar a oferecer novo serviço para a população do município e de toda a região. A novidade é que, ainda neste mês de novembro, a unidade vai realizar atendimentos de angiologia com tratamento ambulatorial inovador para varizes através da técnica de Escleroterapia Ecoguiada com Espuma. 

Na Bahia, apenas Salvador e Santo Amaro oferecem o procedimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Frente à implantação do novo tratamento, a Santa Casa realizou, durante a manhã dessa terça-feira (7), qualificação para profissionais da Atenção Básica de Cruz das Almas e região, esclarecendo sobre prevenção e condutas em caso de varizes. 

A palestra sobre o assunto foi ministrada pelo angiologista e cirurgião vascular, Dr. Silvio Vasconcelos. As marcações já estão sendo feitas pela Central de Regulação do Município. Mais informações: (75) 3621-1320.

Fonte: Recôncavo News

Cuidado com este vírus que está se espalhando em escolas e creches; conheça os sintomas e como evitá-lo

by

Escolas e creches são locais propícios à propagação de infecções. Mesmo que as crianças estejam com as vacinas em dia, é inevitável que uma doença ou outra apareça. Entre estas, há uma condição conhecida como “mão-pé-boca” (HFMD, sigla em inglês). Trata-se de uma doença contagiosa causa pelo vírus Coxsackie, da família de enterovírus, que normalmente habitam nosso sistema digestivo e podem provocar condições como a estomatite, de acordo com informações do site do médico Dráuzio Varella. 

A doença, embora também afete adultos, é mais comum durante a infância, antes dos cinco anos de vida. A HFMD é uma doença extremamente infecciosa, com transmissão fecal/oral. 



Isso significa que, se alguém contaminado espirrar próximo a você, apertar suas mãos ou beijá-lo, há um risco aumentado de infecção, bem como o contato direto com as fezes. Logo, porque na escola as crianças estão em maior contato com estes elementos, as chances de contrair a doença são maiores. 

Contudo, há de se ressaltar que este não é um problema grave. Com ajuda médica, o corpo é capaz de eliminar os vírus dentro de 7 a 15 dias. Sendo assim, ao notar o aparecimento dos sintomas, consulte um médico e evite deixar que a criança saia de casa no período em que estiver doente. Mesmo após a recuperação, a pessoa ainda pode transmitir o vírus pelas fezes por pelo menos quatro semanas. Os sintomas são bem semelhantes ao de um resfriando, e incluem:

– febre alta nos dias que antecedem o surgimento das manchas vermelhas na pele;
– aparecimento de manchas na boca, amígdalas e faringe, bem como manchas vermelhas com pontos branco-acinzentados que podem evoluir para ulcerações dolorosas;
– pequenas bolhas nas palmas das mãos e plantas dos pés, que também podem ocorrer nas nádegas e região genital.


Não há vacina para a HFMD. Normalmente, assim como ocorre com outras infecções virais, ela tende a regredir de forma espontânea. Os tratamentos disponíveis são apenas sintomáticos, com antitérmicos e anti-inflamatórios recomendados por um médico. 
O ideal, no entanto, é que a pessoa fique em repouso, tome bastante líquidos e se alimente bem. Para evitar o problema, esteja sempre atento a sua higiene e a de seu filho. Lave as mãos após chegar de lugares públicos e especialmente antes das refeições.

Fonte: Com informações do Jornal da Ciência / Dr. Drauzio Varela.

Campanha Nacional de Multivacinação começa nesta segunda

by

Todas as 13 vacinas disponíveis para crianças e adolescentes vão ser ofertadas nos postos de saúde de 417 municípios baianos, a partir desta segunda-feira (11), das 8h às 17h, durante a campanha Nacional de Multivacinação, informou a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). A campanha segue até o dia 22 de setembro.

Crianças e adolescentes devem ser levados para complementar o cartão de vacinação ou tomar uma vacina que ainda não foi aplicada. Segundo o Ministério da Saúde, esta estratégia busca resgatar a população não vacinada ou com esquemas de vacinação incompletos, tanto na infância como na adolescência, visando melhorar as coberturas vacinais e manter controladas, eliminadas ou erradicadas as doenças imunopreveníveis no Brasil.

Cartão de vacina – O ideal é que pais ou responsáveis levem o cartão de vacina, para que os profissionais de saúde avaliem a necessidade ou não administrar alguma dose. Quem não tem, deve se dirigir ao local onde recebeu as doses, para solicitar a segunda via, ou então fazer o esquema específico para a idade da pessoa, segundo a Sesab.

Durante o período, serão oferecidas as vacinas de hepatite A (rotina pediátrica), poliomielite inativa, meningocócica conjugada C, HPV, pneumocócica conjugada 10-Valente, dTpa adulto, febre amarela, hepatite B, varicela, dupla adulto, VOP, Pentavalente e DTP.

Fonte: Itaberaba em Foco

Planserv notifica prestadores para garantir qualidade no atendimento e serviço

by

Respaldado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), o Plano de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos Estaduais (Planserv) está notificando 74 prestadores credenciados da rede por descumprimento de regras contratuais. Depois da notificação, o próximo passo será a rescisão do contrato por descumprimento legal. Na apuração realizada pela equipe técnica especializada do Planserv, foram constatadas situações como infraestrutura inadequada do estabelecimento, irregularidades na cobrança de procedimentos e interrupção unilateral do atendimento aos beneficiários da assistência. 

A ação engloba clínicas, policlínicas e consultórios médicos, a maioria localizada em Salvador, e integra o processo de fortalecimento e modernização do plano, na medida em que combate a prática de fraudes e o desperdício de recursos. A coordenadora geral do Planserv, Cristina Cardoso, ressalta que os beneficiários que estão sendo atendidos nestes estabelecimentos poderão dar continuidade aos tratamentos em outros conveniados da assistência. Ela destaca a importância das ações de controle do atendimento prestado pela rede credenciada. 

“Cuidamos da saúde de cerca de 505 mil vidas e nunca iremos admitir descaso com nossos beneficiários. Seguiremos sempre na direção de não permitir mau uso do recurso que eles investem e, portanto, estaremos sempre cobrando um atendimento dentro dos critérios exigidos em contrato com os prestadores”, afirma. Outros convênios estão sendo analisados e após conclusão do processo de auditoria, que está em curso, alguns poderão ser descontinuados nas próximas semanas, conforme o trâmite do processo legal definido pela PGE. 

A defesa dos princípios da Administração Pública, tais como legalidade, razoabilidade, segurança jurídica, interesse público e eficiência, entre outros, justifica a ação. “Como tenho dito reiteradamente, nossa responsabilidade em gerir recursos públicos é grande. Precisamos fazer jus ao compromisso que temos de manter contratos justos, que atendam ao interesse público que, no caso do Planserv, coincide especialmente com o interesse dos beneficiários da assistência, ou seja, os servidores públicos do estado e suas famílias”, explicou a Coordenadora Geral do Planserv, Cristina Cardoso.


Fonte: Secom Bahia

Prefeito de Itaberaba inova com o projeto Corujão da Saúde em atendimentos aos homens.

by

Na noite desta quinta-feira (17), o Prefeito de Itaberaba, Ricardo Mascarenhas esteve acompanhado do Secretário de Saúde, João Rodrigues JR e do Secretário de Governo, David Anjos, visitando a USF do bairro São João em mais uma etapa do projeto Corujão da Saúde do Homem.

O projeto visa beneficiar principalmente os pais de família, trabalhadores, que não tem tempo de ir a uma unidade de saúde durante o dia.



 Estiveram envolvidos cerca de 20 profissionais entre eles: Médicos, Dentista, Nutricionista, Enfermeiros, Técnicos, Agentes Comunitários e equipe de apoio.

Ricardo vem revolucionando sua gestão com inovações e importantes projetos.

Fonte: Itaberaba em Foco

Saúde amplia vacinação de HPV para homens e mulheres até 26 anos

by

Homens e mulheres, entre 15 e 26 anos, também poderão receber a vacina de HPV pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A medida tem caráter temporário e foi aprovada nesta quinta-feira (17), em Brasília (DF), durante a reunião da Comissão Intergestores Tripartite (CIT), composta por representantes do governo federal, estados e municípios. A iniciativa, válida a partir desta sexta-feira (18), será para os municípios que ainda tenham vacinas em estoque, com prazo de validade até setembro de 2017. Com o fim dos estoques a vencer, a orientação do Ministério da Saúde é que a vacina continue sendo administrada apenas no público-alvo (9 a 15 anos).

A iniciativa tem como objetivo evitar um possível desperdício de doses que permaneçam nos estoques dos municípios. “Temos realizado, anualmente, campanhas de divulgação na mídia sobre a importância da vacina HPV e vários materiais educativos foram elaborados com esse objetivo. Apesar de todos esses esforços, no entanto, as coberturas vacinais continuam abaixo da meta preconizada de 80%. Isso se dá porque a vacinação na adolescência tem uma série de dificuldades, como a resistência desse grupo etário de buscar uma unidade de saúde, especialmente para vacinar-se e o baixo conhecimento sobre a importância da vacinação”, destacou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.
Para a faixa etária de 15 a 26 anos, a orientação do Ministério da Saúde é o esquema vacinal com três doses, com intervalo de zero, dois e seis meses. As pessoas que tomarem a primeira dose neste período, excepcionalmente, terão as duas doses subsequentes garantidas no SUS. A recomendação é que os municípios utilizem as vacinas com prazos de validade a expirar até que durem esses estoques, evitando as perdas e dando a oportunidade para que essas outras faixas etárias possam usufruir dos benefícios proporcionados pela vacina.
O Ministério da Saúde repassa mensalmente as vacinas aos estados, conforme solicitação local. Os estados, por sua vez, são responsáveis por distribuir as doses aos municípios para garantir a vacinação da população. Cabe ressaltar que o Ministério da Saúde recebe vacinas e medicamentos com o máximo de seis meses de fabricação. Vale destacar ainda que, do estoque nacional, nenhum lote tem vencimento para este ano.
Vacinação de rotina
A rotina de uso desta vacina no público-alvo, que é para meninos na faixa etária de 11 a 13 anos e meninas de 9 a 14 anos, deve ser mantida com duas doses, sendo aplicada com intervalo de seis meses entre elas. A vacina HPV Quadrivalente é segura, eficaz e é a principal forma de prevenção contra o aparecimento do câncer do colo de útero, 4ª maior causa de morte entre as mulheres no Brasil. Nos homens protege contra os cânceres de pênis, orofaringe e ânus. Além disso, previne mais de 98% das verrugas genitais, doença estigmatizante e de difícil tratamento.
“É importante que os municípios continuem realizado todos os esforços de realizar estratégias de vacinação visando a meta de 80% para os grupos alvos definidos para receberem a vacina HPV, que são os meninos de 11 a 14 anos, meninas de 9 a 14 anos, homens e mulheres de 9 a 26 anos, vivendo com HIV/Aids”, ressalta a coordenadora substituta do Programa Nacional de Imunização (PNI), Ana Goretti Maranhão.
Também fazem parte do público-alvo da vacina os transplantados de órgãos sólidos, de medula óssea ou pacientes oncológicos de 9 a 26 anos. Os serviços que atendem essa população devem ofertar a vacina HPV na rotina de trabalho.
Fonte: Correio24Horas

Anvisa suspende dez lotes de remédio para hipertensão

by

Problema no teor do princípio ativo do Captopril, de 25mg, do laboratório Lafepe, levou a suspensão de dez lotes do medicamento pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O problema no remédio, indicado para tratamento de pressão alta, foi identificado durante testes de controle de qualidade feito agência reguladora.

Segundo a Anvisa, o resultado do teste de estabilidade, que avalia a qualidade do medicamento, mostrou que a quantidade do princípio ativo, o dissulfeto de captopril, nos compridos estava diferente do padrão. O princípio ativo, ressalta a agência, é a substância que dá a identidade do medicamento e faz ele agir no corpo do paciente.

Fonte: IBahia

Anvisa suspende distribuição e venda de lotes de anticoncepcional

by

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a suspensão da distribuição, venda e uso de 13 lotes do anticoncepcional Gynera, produzido pelo grupo farmacêutico Bayer, de acordo com resolução publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira.

A decisão da agência reguladora leva em conta o comunicado de recolhimento voluntário apresentado pela fabricante em razão de resultados insatisfatórios em estudo para o medicamento.

A resolução, que entra em vigor nesta segunda-feira, exige ainda que a Bayer recolha o estoque desses lotes existente no mercado. Veja mais detalhes, incluindo identificação dos lotes e prazo de validade no site.


Fonte: IBahia

DICA: Aprenda como minimizar a presença de agrotóxicos em frutas e verduras

by

Vamos começar dizendo que você vai ler agora o maior e mais completo artigo com receitas caseiras que retiram os agrotóxicos dos vegetais. 

É uma reunião de receitas populares, ou seja, usadas tradicionalmente por muitas pessoas. Mas também há receita ensinada por um biólogo especialista no assunto.

Mas antes queremos responder à seguinte pergunta: - É possível eliminar o agrotóxico em frutas e verduras? Esse é um tema muito polêmico. Alguns dizem que sim, outros dizem que não. 

Já lemos muito sobre o assunto e ouvimos os dois lados. E no nosso entendimento o ideal é consumir produtos orgânicos (de fonte confiável, pois há muito produto sendo vendido como orgânico sem ser).

Mas infelizmente nem sempre temos produtos orgânicos à nossa disposição. Então, neste caso, o que fazer para pelo menos minimizar a presença de agrotóxicos no alimento? Veja algumas dicas:

1. Lavar bem frutas e vegetais com água corrente não é completamente eficaz, mas remover os resíduos de pesticidas e elimina certas substâncias tóxicas.

2. Limpe com escova, esfregando suavemente para remover sujeira e resíduos tóxicos.

3. Não lave frutas e legumes antes de armazenar, pois isso faz com que se estraguem mais rápido, já que a umidade favorece os microrganismos e bactérias.

4. Limpe os vegetais somente perto de consumi-los, de preferência com água levemente morna.

1. Limão e vinagre branco

Em uma garrafa de spray, adicione o suco de 1 limão 2 colheres de sopa de vinagre branco e termine de preencher com água.

Agitar a garrafa e aplicar sobre frutas e legumes antes de servir.

2. Vinagre e sal

Coloque água em uma tigela e adicione meia xícara de vinagre de maçã e 3 colheres de sopa de sal, diluindo bem.

Deixe frutas e legumes por 20 minutos nesta mistura e depois enxágue.

3. Bicarbonato de sódio

Primeiro lave frutas e legumes em uma bacia com água
Em seguida, dilua 1 colher (sopa) de bicarbonato de sódio em 1 litro de água.

Depois, ergulhe as frutas e legumes por alguns minutos nesta solução, esfregando-os bem para remover bactérias e resíduos químicos.

4. Dica de biólogo

A dica que ensinaremos adiante foi ensinada na televisão por um biólogo, o professor Mauro Velho, no programa Globo Repórter.
É um processo em quatro etapas:

1ª Coloque os vegetais em uma bacia com água limpa e deixe-os nessa água por cinco minutos (esta é a primeira lavagem).

2ª Depois, transfira os vegetais para uma bacia com água bicarbonato de sódio - 1 colher (sopa) para cada litro de água. 

Deixe-os 40 minutos nesta bacia com água e bicarbonato.

Esta é etapa mais importante, pois, segundo o professor, o bicarbonato remove até 90% dos agrotóxicos.

3ª Coloque os vegetais de novo numa bacia com água durante cinco minutos.

Isto é necessário porque, se o bicarbonato entrar em contato com vinagre, haverá uma reação e perderá o efeito.

O professor Mauro foi muito claro neste ponto: “Não pode misturar bicarbonato com vinagre, porque reage e perde o efeito”.

4ª Ponha os vegetais numa bacia com água e vinagre - 1 colher (sopa) para cada litro de água.

São necessários 40 minutos nesta última etapa para, de acordo com o professor, haver a remoção dos agrotóxicos não eliminados pelo bicarbonato.

E assim está finalizada a desintoxicação dos vegetais.

Conclusão

Como dissemos no início, prefira sempre os alimentos orgânicos para que, além dos benefícios à sua saúde, haja o estímulo a esse tipo de agricultura, que não agride o meio ambiente e é bem familiar.

Só use estes métodos quando não houver mesmo a oferta de frutas, verduras e legumes orgânicos.

Fonte: Blog Cura Pela Natureza.

Campanha de PMs apela por doadores de sangue para criança com leucemia

by

Internada no Hospital Martagão Gesteira, em Salvador, a menina Brisa Antonelli Pedreira de Oliveira Lima precisa de doadores de sangue do tipo O+ (ou seja, tipo universal e qualquer um que possa doar pode ajudar). A criança de apenas 5 anos sofre de leucemia.
 
Através de campanha realizada nas redes sociais por policiais militares, amigos do pai da menina, o soldado de prenome Vinícius, lotado no 11º Batalhão da Polícia Militar de Itaberaba, esperam que o objetivo seja alcançado.
 
“Companheiros, quem puder ajudar é só se dirigir a qualquer banco de sangue do estado e informar que quer doar. Agradecemos a solidariedade de todos os que puderem ajudar nesse momento difícil na vida de nosso amigo e irmão Sd Vinícius e sua família!”, diz o texto compartilhado nas redes, com a hashtag “#SalveBrisa”.
 
O Martagão Gesteira está localizado na Rua José Duarte, nº114, Tororó. Informações para doadores através do telefone (71) 3032-3711.



Fonte: Chapada Noticias

Anvisa manda recolher lotes de Epocler, Coristina, Doril, Maracugina e outros 120 produtos

by
A Anvisa determinou hoje mega recolhimento de produtos farmacêuticos. São lotes de 124 produtos da Brainfarma, empresa da Hypermarcas. Entre os medicamentos, produzidos entre janeiro e março, que terão "a suspensão da distribuição, comercialização e uso" "como medida de interesse sanitário" estão, entre outros:

*Coristina efervecente 
*Biotonico Fontoura 
*Doril *Epocler 
*Maracugina líquido 
*Vitassay stress 
*Doralgina

Secretaria de Saúde confirma 25 casos de H1N1 e seis mortes na Bahia

by
O Estado da Bahia registrou 25 casos da gripe H1N1, sendo visto que dessa totalidade, seis pacientes evoluíram para óbito. Os dados foram divulgados pela Sesab (Secretaria da Saúde do Estado), por meio da Divep (Diretoria de Vigilância Epidemiológica), analisados entre os períodos de 1º de janeiro a quarta-feira (13).
Conforme a Sesab, os casos confirmados foram registrados em oito municípios, sendo que Salvador aponta com 17 casos, e Vitória da Conquista, dois – o equivalente a 68% das notificações. Nos outros municípios houve apenas um caso confirmado – Boa Nova (1), Boquira (1), Feira de Santana (1), Guanambi (1), Ibipeba (1) e Lauro de Freitas (1). Os óbitos foram registrados em Salvador (3), Boquira (1), Ibipeba (1) e Vitória da Conquista (1).
É recomendado que a população adote as medidas de prevenção da gripe, tais como: lavar as mãos várias vezes ao dia, proteger tosse e espirro com lenços descartáveis, não compartilhar objetos de uso pessoal, manter os ambientes ventilados, evitar contato próximo com pessoas com sintomas de gripe, evitar aglomerações em ambientes fechados. As pessoas devem procurar um serviço de saúde ao perceber os primeiros sintomas da gripe. (R7/BAHIA)

Saúde: Bahia vai antecipar vacinação contra gripe H1N1 para o dia 18 de abril

by
A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) decidiu antecipar a campanha contra H1N1 e dará início à vacinação a partir do dia 18 de abril. Até o dia 6 de abril, foram registrados 11 casos de H1N1, e três mortes, todas em Salvador, só neste ano. A Sesab não informou quando as três pessoas morreram, mas o número preocupa a pasta. ”Está realmente assustando toda a vigilância epidemiológica e a população. Este ano, já são 11 casos confirmados na Bahia, sendo que três evoluíram para óbito. No ano passado, foi apenas um caso confirmado e foi oriundo de São Paulo. Então, como a gente conseguiu articular uma parte em tempo hábil, nós faremos a antecipação por conta dessa preocupação”, explicou a sub-coordenadora do Programa Estadual de Imunizações, Vânia Rebouças. Postos e centros de saúde de todos os municípios baianos poderão iniciar a imunização a partir da próxima segunda-feira, 18. No dia 30, será realizado o Dia D de mobilização nacional. A campanha nacional contra gripe está marcada pra começar em 30 de abril, mas pelo menos em oito estados e no Distrito Federal a aplicação das doses acontece antes.

Bactérias resistentes provocam debate sobre uso excessivo de antibióticos

by
Depois de tantas alegrias dadas pelos antibióticos e outros antimicrobianos à ciência nas últimas décadas, o crescimento da resistência a essas substâncias em pessoas e animais está agora reascendendo o debate sobre a necessidade da realização de novas pesquisas. Alexander Fleming, vencedor do Prêmio Nobel em 1945 pela descoberta da penicilina, alertou na época que o uso incorreto da droga poderia provocar o surgimento de bactérias resistentes. O tempo lhe deu razão: assim como os antibióticos permitiram tratar facilmente infecções que antes eram mortais, salvando a vida de milhões de pessoas, muitos deles perderam parte - ou totalmente - sua eficácia. No caso dos animais, essas substâncias não só foram usadas para curar doença, mas também para fins profiláticos e para aumentar a produção. Diante dos riscos, as possíveis restrições no uso de antimicrobianos são um motivo de atrito para os países, divididos entre os que defendem - como a União Europeia (UE) - que há um vínculo entre o uso e o aumento da resistência antimicrobiana, e os que não veem a utilização da substância como suficiente para provocar o fenômeno, incluindo os Estados Unidos. A especialista da Annamaria Bruno, da Secretaria do Codex Alimentarius (coletânea de normas internacionais para garantir a inocuidade dos alimentos), afirma que a pesquisa é muito importante porque cada vez há mais evidência entre o uso de antibióticos em animais e a resistência em seres humanos. O órgão intergovernamental administrado de forma conjunta pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e a Organização Mundial de Saúde (OMS) busca, desde 2000, como conter a resistência aos antibióticos a partir de análise dos riscos de transmissão pelos alimentos. O Codex promove, além disso, ações globais como o fortalecimento do marco regulador, o uso veterinário dos antimicrobianos de forma prudente e responsável, e a eliminação ou a progressiva redução de sua utilização como promotores do crescimento da produção animal. A especialista destaca que a pesquisa também pretende encontrar alternativas aos antibióticos, como vacinas e outras maneiras de reduzir o risco de doenças nos animais.

Febre alta em bebês não deve ser atribuída ao nascimento dos dentes

by
Um estudo americano, publicado no jornal científico "Pediatrics", afirma que febre acima de 38,3°C em bebês não deve ser atribuída ao nascimento dos dentes. Em entrevista à rede de TV americana CNN, o autor do estudo, Paul Casamassimo, diretor do Centro de Pesquisa em Saúde Bucal da Academia Americana de Odontopediatria, disse que o sinal não pode ser ignorado, principalmente se estiver acompanhado de falta de apetite e desconforto duradouro. A pesquisa traz levantamentos históricos que mostram que, por muito tempo, diversos médicos e pais correlacionaram uma série de sintomas graves ao nascimento dos dentes, contribuindo para criar um mito em torno da questão. Para Tadeu Fernando Fernandes, presidente do Departamento de Pediatria Ambulatorial da SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria), a erupção dentária costuma ser erroneamente apontada como causadora de febre, diarreia e uma série de outros eventos, porque coincide com a idade em que a criança entra na escola, estando mais propensa ao aparecimento de viroses. "Em casos raros, um dente com dificuldade para eclodir pode causar um pequeno processo inflamatório local, que dará febre e dor, mas é uma exceção, não uma regra", diz Fernandes. De acordo com o médico, a febre é um sinal que precisa ser analisado juntamente com outros sintomas para se tentar chegar a um diagnóstico. "Trata-se de uma reação do organismo contra um agente agressor, como vírus, bactérias, traumatismos ou mesmo o estresse. Nem sempre, a existência de febre é sinal de doença." O pediatra explica que outros sinais de alerta em bebês são respiração ofegante, vômitos, diarreia, apatia, sonolência, irritabilidade excessiva e alterações no nível de consciência. Embora a febre nunca deva ser ignorada, tampouco precisa ser supervalorizada, criando-se uma espécie de "febre fobia". "Em 90% dos casos, trata-se de uma virose, que vai desde o resfriado comum até dengue, zika e catapora. Portanto, não é necessário o uso de antibióticos", afirma Fernandes. Já as causas bacterianas mais frequentes da febre são otite média aguda, infecção urinária (mais comum em meninas), pneumonia e doenças como meningite, além de outras enfermidades mais raras.
O medo da convulsão
Segundo Fernandes, o antitérmico só deve ser administrado se a febre estiver incomodando. "Não existe um número mágico. Se a criança está brincando e correndo com 38,5°C, não é o caso. Mas se com 38°C ela estiver deitada, abatida, deve-se dar o remédio imediatamente." O medo mais comum dos pais é que a criança tenha uma convulsão febril. "Para que isso aconteça, é preciso que a criança tenha predisposição, ou seja, antecedentes e genética. Nesses casos, febre em torno de 37,5°C já pode levar a convulsão. Outras crianças chegam a 40ºC sem manifestar o problema." Apesar de assustar, a convulsão febril é benigna e tem cura espontânea, sem a necessidade do uso de medicamentos. "É mais perigoso fazer uso de medidas extremas, como colocar uma criança com febre em um banho gelado, o que pode matar por choque térmico, do que a própria convulsão." 
Quando os dentes são o problema
Segundo Paulo César B. Rédua, presidente da ABO (Associação Brasileira de Odontopediatria), os sinais mais comuns da erupção dentária incluem desconforto, inquietação, perda de apetite, elevação de temperatura até 37,6°C, e acordar durante a noite. Outros sintomas são dor, coceira e gengiva inchada. "Se a febre durar mais de 48 horas ou acima de 38°C, procure um pediatra." É comum que, nessa fase, a criança comece a mastigar brinquedos, a chupeta e os dedos, e apresente um aumento da produção de saliva, que pode causar tosse e erupções cutâneas no rosto, pescoço e tórax. "Recomenda-se manter essas áreas secas, usando babador, e trocar a roupa molhada frequentemente." Segundo o especialista, o uso de mordedores resfriados na geladeira pode ser útil para aliviar o desconforto. Outro recurso é massagear a gengiva com o dedo envolvido em um pano limpo. (Uol)

Fazenda amplia limite de isenção para remédios importados

by
O Ministério da Fazenda ampliou nesta sexta-feira, 4, o limite para a isenção dada a medicamentos trazidos do exterior por pessoa física com a finalidade de uso próprio. A norma anterior estabelecia que, nesses casos, seria aplicada a alíquota do Imposto de Importação de 0%, limitado a US$ 3 mil. O valor máximo de isenção agora passa a ser de US$ 10 mil. A portaria publicada nesta sexta-feira no Diário Oficial da União (DOU) define que o benefício seja concedido sobre os produtos acabados de medicamentos nesse valor limite, importados por remessa postal ou encomenda aérea internacional, desde que cumpridos todos os requisitos estabelecidos pelos órgãos de controle administrativo (Anvisa). A Receita Federal explicou que o custo de alguns medicamentos é muito elevado e, de maneira cada vez mais frequente, supera o limite que estava fixado para o tratamento diferenciado. "Nesse sentido, a medida buscou dar o mesmo tratamento simplificado que se concede às importações de produtos destinados à pesquisa científica", informou. Com informações do Estadão Conteúdo.

Zika pode ter chegado ao Brasil na Copa de 2014

by
Transmitido também pelo Aedes aegypti, pode-se dizer que o Zika é um vírus “primo” da dengue, mas com consequências menores. Febre, dores no corpo e náuseas são alguns dos sintomas apresentados por esse vírus e os médicos têm dificuldade em diferenciá-lo da dengue ou do chikungunya. Hoje, porém, sabe-se que o zika vírus pode ter uma consequência grave em gestantes, por causar microcefalia no bebê. Segundo Carolina Cipriano, infectologista do Hospital Badim, no Rio de Janeiro, uma das hipóteses é que a zika tenha chegado ao Brasil durante a Copa do Mundo de 2014. A zika se manifesta com uma febre mais baixa do que a dengue, mas em muitos casos, além da dor no corpo comum, causa conjuntivite e irritação na pele. No entanto, ela não causa queda de plaquetas como na dengue, portanto não há risco de hemorragias. Em tese, o paciente que contrair a zika poderia ser tratado com medicamentos comuns que são proibidos nos casos de dengue, como o caso do ácido acetilsalicílico (AAS). Os médicos, no entanto, não permitem, já que o exame que detecta qual tipo de vírus contaminou o doente só fica pronto em 12 dias, e até esse resultado sair não é possível saber se é dengue, chikungunya ou zika. Se o enfermo usar o AAS e não for zika, e sim dengue, o risco de complicações é muito alto, já que o remédio pode causar sangramentos. Logo, o AAS continua proibido em todos os casos. Os laboratórios comuns, no entanto, não têm infraestrutura para detectar a zika. Atualmente, segundo o infectologista do Hospital 9 de Julho, Antônio Pignatari, os exames são feitos nos laboratórios do Instituto Adolfo Lutz e Fiocruz. De onde a zika veio - A zika foi relatada pela primeira vez na África, na floresta Zika, em Uganda - daí o nome. Os macacos rhesus estavam infectados, diz Pignatari. “Ele foi isolado na década de 40, e é muito parecido com o vírus da dengue”, conta. “Agora, podemos ter os três circulando no Brasil”. Em tese, quem é contaminado uma vez desenvolve imunidade contra o vírus. Pignatari faz uma ressalva: por ser um vírus ainda não muito estudado, não se sabe se há outras variações dele, o que dificultaria a fabricação de uma vacina e faria uma pessoa ser contaminada mais de uma vez. (iG)

Crianças que tomam café da manhã têm melhor desempenho na escola

by
O café da manhã é a refeição mais importante do dia, segundo muitos nutricionistas, mas é também uma das refeições mais negligenciadas. Muitas pessoas tem o hábito de pular esta refeição e ingerir alimentos apenas algumas horas depois. Uma pesquisa realizada por cientistas japoneses em conjunto com o governo do país revela que crianças que tomam café da manhã tem desempenho escolar melhor do que aquelas que não o tomam. No estudo, as crianças que tomaram o café da manhã atingiram em torno de 22 pontos a mais nos exames escolares, em todas as matérias, do que as crianças que não ingeriam nada durante a manhã. Segundo os pesquisadores, isto ocorre porque o desjejum fornece carboidratos, que são extremamente importantes para fornecer glicose, que dá energia ao cérebro. Um dos alimentos indicados na pesquisa para dar glicose rapidamente ao organismo é a banana. O governo japonês criou a campanha "Durma cedo, acorde cedo, tome café da manhã", para estimular a ingestão da refeição. Dentre as dicas dos cientistas para tornar o desjejum mais prazeroso, estão: criar o hábito de tomar café da manhã, comer à mesma hora todos os dias, e, sempre que possível, comer com alguém.

Dois novos remédios para tratamento da Aids serão distribuídos gratuitamente no SUS

by
A partir da próxima semana, o Ministério da Saúde vai iniciar a distribuição de duas novas formulações de medicamentos para os pacientes de Aids pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Cerca de 135 mil pessoas serão beneficiadas em tratamento com as novas formulações. Uma das inovações para o tratamento contra a doença é o medicamento ritovanir 100 mg na apresentação termoestável, que poderá ser mantido em temperatura de até 30ºC. Segundo o Ministério, a distribuição da nova fórmula representa um grande avanço, pois o remédio que era distribuído pelo SUS até então necessitava de armazenamento em câmara fria, com temperatura entre 2°C e 8°C. Já em dezembro deste ano, a pasta também começará a distribuir o tenofovir 300 mg, composto com a lamivudina 300mg em um único comprimido, o “2 em 1”. A nova formulação é produzida nacionalmente e distribuída pela Farmanguinhos/Fiocruz. Atualmente, cerca de 75 mil pacientes estão em uso das monodrogas, utilizando 1 comprimido de tenofovir e 2 comprimidos de lamivudina 150 mg ao dia. Essa apresentação irá melhorar a adesão ao tratamento, por facilitar a administração dos medicamentos. A fórmula 2 em 1 será disponibilizada somente para os pacientes que não têm indicação clínica de uso conjunto com efavirenz 600 mg. Atualmente, o Ministério da Saúde oferece 22 medicamentos com 39 fórmulas e, entre 2005 e 2013, o País mais que dobrou (2,14 vezes) o total de brasileiros em tratamento, passando de 165 mil, em 2005, para cerca de 350 mil em 2013. (O Globo)

Publicidade

esportes