Entretenimento

Entretenimento

Neto apresenta documento em que é declarado pardo e critica adversários

Candidato do União Brasil ao governo da Bahia disse estar sendo alvo de ataques, agressões e mentiras dos adversários.

sexta-feira

/ by Iaçu Noticias

 

Foto: Ascom / ACM Neto


O candidato a governador ACM Neto (União Brasil) apresentou nesta sexta-feira (23) um documento oficial do Instituto Pedro Melo, órgão ligado à Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP), em que é declarado pardo durante a emissão do seu registro de identidade. Em vídeo publicado nas redes sociais, o ex-prefeito de Salvador criticou a hipocrisia de adversários e ressaltou que numa eleição “não vale tudo, não vale mentir, não vale espalhar fake news”.

No vídeo, ao mostrar seu documento de identidade emitido pelo Instituto Pedro Melo, ACM Neto ressalta que foi registrado como pardo. “E não fui eu quem me autodeclarou, foram as autoridades na hora de expedir a minha carteira de identidade que me colocaram lá como pardo”, afirmou.

Neto disse estar sendo alvo de ataques, agressões e mentiras dos adversários, sendo um destes pontos em relação à sua autodeclaração racial à Justiça Eleitoral. “Eu me autodeclarei pardo. Antes de tudo porque é assim como eu me sinto, é assim como eu me vejo. Não é de agora. Em 2016, quando disputei a eleição para prefeito de Salvador, eu também me autodeclarei pardo. Naquela época não tinha fundo eleitoral, não tinha financiamento público de campanha, não tinha cota, não tinha nada disso. Quem me conhece sabe, eu jamais iria usar desse artifício para ter qualquer tipo de benefício”, destacou.

O candidato do União Brasil destacou que não vai discutir como cada um se enxerga, mas criticou o que chamou “hipocrisia” dos adversários e lembrou de políticos do grupo petista que também se declaram pardos, têm o tom de pele parecido com o seu, mas não são questionados. Entre eles, citou o governador Rui Costa (PT), que em 2018 se declarou pardo, assim como agora o candidato a vice-governador na chapa do PT, Geraldo Júnior (MDB).
Citou ainda a deputada federal Alice Portugal (PCdoB), que em 2018 se declarava branca e agora mudou para parda, e o deputado estadual Rosemberg Pinto (PT), que se dizia branco em 2018 e nesta disputa alterou para preto. “Eu não estou aqui para discutir como cada um se enxerga. Eu estou apenas para mostrar a hipocrisia, a falta de senso e de equilíbrio desse debate. Aliás, chegaram ao ponto de disseminar mentiras, fake news”, ponderou.

Por fim, condenou a divulgação da fake news de que teria feito bronzeamento artificial. “Quem me conhece e quem está acompanhando minha agenda pode ver todo dia eu andando pelas ruas, em cima de carro nas carretas, tomando um sol de lascar na cabeça, e vem dizer que eu fiz bronzeamento artificial? Me perdoem, eu não aceito esse tipo de coisa. Na eleição, não vale tudo, não vale mentir, não vale espalhar fake news. Eu vou continuar com toda serenidade, pensando no futuro da Bahia. Não vou desviar meu foco, sei qual é meu propósito e qual é minha missão”, ressaltou. .

Fonte: Bahia.ba

Nenhum comentário

Postar um comentário

Don't Miss
© OBRIGADO PELA SUA VISITA!! VOLTE SEMPRE!!
Designer: Silvoney Santos