Entretenimento

Entretenimento

Quinto cigano é morto na Bahia em três dias

Outros crimes ocorreram em Camaçari e Dias D´Ávila.

sexta-feira

/ by Iaçu Noticias

 

Foto: Reprodução

Agora já são cinco os ciganos assassinados na Bahia somente no início deste ano. Os crimes aconteceram em um espaço de 72 horas. O caso mais recente aconteceu na noite desta quarta-feira (12), na cidade de Santo Amaro, no Recôncavo Baiano. O comerciante Luciano Ramos de Souza foi morto a tiros quando ainda estava com parentes, em uma roda, participando de um jogo de dominó. 

A morte de Luciano aconteceu no bairro do Sacramento. Os criminosos chegaram em um carro. “Ontem [quarta, dia 12], por volta das seis horas da tarde, ele estava brincando de dominó junto com parentes quando uns homens chegaram e um deles disse: ‘afasta, afasta aí, só quero ele’ e atirou no cara. Foram muitos tiros. Ninguém sabe o motivo”, contou um cigano que vive na região. 

Ele disse que os bandidos foram audaciosos. “Na roda havia muito homem armado e mesmo assim eles agiram e fugiram. Os parentes ainda atiraram, mas não furaram o carro. Acho que era blindado”, relatou o cigano.  

O comerciante foi socorrido pelos próprios parentes e levado para o hospital municipal da cidade, mas não resistiu.  Enquanto os médicos tentavam salvá-lo, muitas pessoas se mobilizaram em frente à unidade médica, a maioria era cigana. Não hão informações sobre o sepultamento da vítima. 

Luciano trabalhava comprando e vendendo carros. Ele era filho único. “Era um cara que não tinha inimigos, gente boa, trabalhador. A família dele está um desespero só. O pai dele, um velhinho, está arrasado. O filho era a vida dele. Agora é pedir muito força a Deus pra eles aguentarem essa porrada, que é muito grande”, disse o cigano ouvido pela reportagem.   

De acordo com a Polícia Civil, o caso é investigado pela 1ª Delegacia Territorial (DT) de Santo Amaro. “Conforme as informações iniciais, os autores estavam em um veículo de cor cinza.  A autoria e motivação ainda são indefinidas, bem como a relação com os crimes ocorridos nos municípios de Dias d’ Ávila e Camaçari”, diz nota da PC enviada à reportagem.

Mais mortes 
O comerciante Orlando Alves, 59, e a mulher dele, Luciene Alves de Oliveira, 56, foram assassinados com vários tiros por volta das 19h30 de terça-feira (11) na cidade de Dias d’Ávila, Região Metropolitana de Salvador (RMS). O crime foi cometido por um homem que chegou à casa das vítimas em uma moto. 

O crime em Dias d'Ávila aconteceu na rua dos Jardins, no bairro de Petrópolis, onde Orlando e Luciene moravam há mais de 20 anos. O bandido chamou Orlando pelo nome. Quando abriu a porta, o comerciante, que trabalhava comprando e vendendo carros e terrenos, foi baleado diversas vezes. A mulher dele, que estava perto, também foi atingida. Segundo alguns ciganos vizinhos das vítimas, na hora, o neto de Orlando, um rapaz de 14 anos, correu para o banheiro, onde permaneceu escondido, conseguindo escapar da mira do atirador.  

Já em Camaçari, também na região metropolitana, dois parentes de Orlando foram mortos nas primeiras horas do dia na quarta-feira (12). Era por volta das 07h30, quando Alcides e Nilson Alves, de 76 e 44 anos, pai e filho, foram baleados por criminosos que chegaram em um carro na Rua Cravo, na localidade de Parque Real Serra Verde. Um terceiro cigano, Joel Alves, 45, também foi baleado e socorrido para o Hospital Geral de Camaçari (HGC). Não há informações sobre o estado de saúde dele.  

Em nota, a Polícia Civil informou que apura se as mortes estão relacionadas por conta do parentesco entre as vítimas.

Tudo começou quando o tenente Luciano Libarino Neves e o soldado Robson Brito foram assassinados em Vitória da Conquista no dia 13 de julho. 

Fonte: Correio24Horas

Nenhum comentário

Postar um comentário

Don't Miss
© OBRIGADO PELA SUA VISITA!! VOLTE SEMPRE!!
Designer: Silvoney Santos