Entretenimento

Entretenimento

Governo de SP descarta reação adversa em menina de 10 anos que tomou vacina contra Covid

Segundo o órgão, análise conduzida por especialistas concluiu que a menina possui uma doença congênita rara, que era desconhecida pela família.

sexta-feira

/ by Iaçu Noticias

Brasil está aplicando a vacina da Pfizer para as crianças entre 5 e 11 anos.| Foto: Myke Sena/MS


O Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria da Saúde de SP descartou nesta quinta-feira (20) que a vacina contra Covid-19 tenha causado parada cardíaca em uma menina de 10 anos em Lençóis Paulista (SP).

A menina, que tem quadro clínico de asma, foi imunizada dentro do grupo prioritário na terça-feira (18) e começou a passar mal cerca de 12 horas depois. O pai da menina relatou a médicos que ela teve alterações nos batimentos cardíacos e chegou a desmaiar. Ela foi reanimada e ficou em observação na UTI.

Diante do quadro, a prefeitura decidiu suspender a vacinação de crianças por sete dias - período no qual a imunização seria feita somente com agendamento.

O caso foi submetido à Secretaria Estadual para ser investigado. As informações sobre o caso foram avaliadas por especialistas do Grupo de Trabalho em Eventos Adversos Pós-vacinação da Comissão Permanente de Assessoramento em Imunizações (GT-EAPV-CPAI).

Segundo o Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo, concluiu-se que a paciente tem uma pré-excitação no eletrocardiograma, característica da Síndrome de Wolff-Parkinson-White (WPW), condição congênita que leva o coração a ter crises de taquicardia.

Ainda conforme o órgão, algumas destas crises podem ter frequência muito alta, levando até a síncope ou mesmo morte súbita. Além disso, A WPW é mais comum causa de morte subida por arritmia ventricular.

"Não existe relação causal entre a vacinação e quadro clínico apresentado. A análise realizada por mais de 10 especialistas apontou que a criança possuía uma doença congênita rara, desconhecida até então pela família, que desencadeou o quadro clínico", afirma o órgão.

A menina permanece hospitalizada, em observação e estável.


Fonte: G1


Nenhum comentário

Postar um comentário

Don't Miss
© OBRIGADO PELA SUA VISITA!! VOLTE SEMPRE!!
Designer: Silvoney Santos