Ads Top

Empresário Dal é contra demissão de milhares de frentistas

O presidente do CONSELHO ADMINISTRATIVO DE DEFESA ECONÔMICA (CADE), Alexandre Barreto, indicado por TEMER para o cargo, anunciou um estudo com nove propostas para aumentar a concorrência no setor de combustíveis e por consequência, reduzir os preços ao consumidor final. O CADE quer permitir que os postos de combustíveis, tenham autosserviços, igualmente, ao que acontece nos Estados Unidos. O entendimento é que o autosserviço possa reduzir os custos com encargos trabalhistas, com consequente redução dos preços.
Dal afirma não ser justo aos frentistas, que representam centenas de milhares de trabalhadores neste país, sejam penalizados pela politica de preços da Petrobras, que pauta a cotação do barril do petróleo no mercado internacional- em dólar, e isso impacta diretamente o preço dos combustíveis no Brasil. Com uma taxa de desemprego em alta e a economia fragilizada, as demissões em larga escala não seria a solução para enfrentar a crise. Para, além disso, Dal lembra a Lei nº 9.956/2000 que impede o funcionamento de bombas de autosserviço em postos em todo território nacional. A Rede de Postos Dal se posiciona em defesa da classe trabalhadora, da mesma maneira que a Federação Nacional dos Frentistas (FENEPOSPETRO) repudia a proposta do CADE.
Na opinião do empresário Dal os empresários também são penalizados, pois acredita que o governo deveria a reduzir os encargos trabalhistas e ter uma politica de geração de emprego e renda mais eficaz, e assim, incentivar os pequenos e médios empresários, a abrirem mais vagas de emprego. Por isso Dal é contra o aumento dos impostos e a redução dos recursos ligados às áreas da educação e saúde, que é a proposta do Governo Temer para compensar o subsidio de 9,6 bilhões a redução do preço do diesel.
Tecnologia do Blogger.