Ads Top

Não compartilhe vídeos ou fotos de pedofilia pois é crime federal e você pode ser preso, saiba como denunciar

As vezes com intuito de ajudar, muitas pessoas acabam compartilhando vídeos ou fotos de pedofilia nas redes sociais como WhatsApp ou Facebook, esperando que o autor do crime seja encontrado. Só que essa prática é considerada crime e você pode até ser preso. Saiba porque:

O Supremo Tribunal Federal decidiu que a divulgação de imagens com conteúdo pornográfico que envolva crianças ou adolescentes na internet é considerado crime federal. Agora, a investigação será de responsabilidade da Polícia Federal e do Ministério Público Federal. Os ministros do STF levaram em conta o fato de que quando uma imagem é colocada na internet, o acesso se torna universalizado e vulnerável a ganhar abrangência mundial. Então, cabe à Justiça Federal fazer a análise e tratar dos casos. Crimes que estão em andamento na Justiça Estadual serão transferidos para a Justiça Federal, com os atos já proferidos por juízes estaduais sendo mantidos.
Ainda foi discutido um recurso que questionava a decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região que atribuiu a análise à Justiça Federal. No caso em questão, um homem foi processado por pedofilia mas alegava que deveria ser julgado pela Justiça Estadual e não Federal, uma vez que não haviam provas de que o material pornográfico infantil chegou a outros países. Luiz Edson Fachin, que votou a favor, disse que até mesmo a própria legislação do País determina que a internet abrange escala mundial.
"Entendo como acesso a possibilidade de que o acesso ocorra bastando estar disponível o conteúdo reprovável", comentou. O ministro Marco Aurélio, relator do caso, votou contra e pelo acolhimento do recurso extraordinário, afirmando que não há um tratado do Brasil que prevê o crime, mas somente a ratificação do País à Convenção sobre os Direitos da Criança da Assembleia Geral das Nações Unidas. Ele ainda diz que a ausência deste tratado específico impossibilita atribuir a competência do crime à Justiça Federal.

Como denunciar

Os casos de abuso sexual, por sua própria natureza, causam constrangimento e medo. Por isso, na maioria das vezes, a vítima não os denuncia às autoridades, deixando o abusador livre para continuar seus crimes. Qualquer pessoa pode denunciar, inclusive de forma anônima! 
Basta comparecer ou telefonar para alguma delegacia ou órgão de proteção à criança, fornecendo as informações que tiver. Você também pode ligar anonimamente para o Disque 100 e fazer sua denúncia na Secretaria dos Direitos Humanos, da Presidência da República. Está em nossas mãos salvar a dignidade, a saúde e, muitas vezes, a vida de uma criança.
Tecnologia do Blogger.